Informações do estudo fornecido à Marinha sobre mancha de óleo no litoral brasileiro

De acordo com a lei 12.527/2011, solicito as seguintes informações sobre o estudo mencionado na reportagem do grupo Globo ( https://g1.globo.com/natureza/desastre-ambiental-petroleo-praias/noticia/2019/10/17/mancha-de-oleo-teve-origem-a-700-km-da-costa-aponta-estudo-de-pesquisadores-da-ufrj.ghtml ) , realizado pelo Instituto de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ):

1. Gostaria de ter acesso ao Estudo. Originalmente havia solicitado à UFRJ porém a universidade informou que eu deveria solicitar à Marinha;
2. A Marinha Brasileira tem utilizado outros estudos de universidades na sua investigação sobre as manchas de óleo no litoral brasileiro? Se sim, quais?
3. Como estes estudos auxiliam o trabalho da Marinha nestas e em outras investigações?
4. Em quais outras áreas existe cooperação entre a Marinha Brasileira e universidades públicas?

Atenciosamente,

Pedido enviado para: CMAR – Comando da Marinha
Nível federativo: Federal

  • Pedido disponibilizado por: Jessica Voigt
  • Em: 06/02/2020
Parcialmente Atendido (Não verificado)
  • Resposta:
  • Parcialmente Atendido
    (Não verificado)

Resposta do órgão público

  • Por: Jessica Voigt
  • Em: 09/03/2020

Prezada Senhora,

Em atenção ao Pedido de Acesso à Informação número de protocolo 60502000322202081, informamos o seguinte:

1. Gostaria de ter acesso ao Estudo. Originalmente havia solicitado à UFRJ porém a universidade informou que eu deveria solicitar à Marinha;

O referido estudo, realizado por pesquisadores do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE-UFRJ), não consta dos Autos desse Inquérito Administrativo, pois não foi recebido oficialmente até o presente momento.

2. A Marinha Brasileira tem utilizado outros estudos de universidades na sua investigação sobre as manchas de óleo no litoral brasileiro? Se sim, quais?

A Marinha do Brasil, colaborativamente com diversas instituições, agências, órgão e empresas privadas, faz uso de todas as informações e hipóteses apresentadas por seus pesquisadores. Conforme divulgado amplamente pela mídia, pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro apresentaram um estudo sobre a provável localização da área de origem do derramamento. Outras universidades, tais como a Universidade Federal da Bahia, a Universidade Federal do Rio Grande e a Universidade Federal de Pernambuco também apresentaram hipóteses e colaboraram com as informações obtidas até o momento. Tais medidas e ações contribuíram e contribuem sobremaneira com as investigações.

3. Como estes estudos auxiliam o trabalho da Marinha nestas e em outras investigações?

Qualquer estudo ou hipótese apresentada por instituição nacional ou estrangeira, pública ou privada, passa por uma análise minuciosa de técnicos e peritos instituídos no âmbito do Inquérito Administrativo em condução pela Marinha do Brasil. A contribuição dessas instituições é de grande relevância, pois possibilita analisar, ampliar, reduzir, incluir ou excluir linhas de investigação e hipóteses.

4. Em quais outras áreas existe cooperação entre a Marinha Brasileira e universidades públicas?

Há cooperação entre a Marinha do Brasil e universidades públicas, entre elas: Universidade Federal Fluminense (UFF) - Biotecnologia marinha, Universidade de São Paulo(USP) e Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) na área nuclear.

Cordialmente,
Serviço de Informação ao Cidadão da Marinha do Brasil


0 seguidores
Seguir

Avaliação

(0)